Os bons resultados das palestras promovidas nas escolas públicas do Alto Tietê, em especial Itaquaquecetuba, Suzano e Poá, renderam ao delegado titular de Poá, Eliardo Amoroso Jordão, um convite tanto quanto especial; o secretário estadual da Justiça e Cidadania, Paulo Dimas Mascarreti, o chamou para apresentar os moldes do projeto ‘Delegacia Legal’.
O convite, os trabalhos sociais e a trajetória na Polícia Civil foram temas da entrevista dada por Jordão ao programa ‘DS Entrevista’, realizado na semana passada.
O ‘Delegacia Legal’ tem como objetivo promover palestras em escolas públicas sobre drogas, bullying e violência doméstica, inclusive em âmbito escolar. Tal iniciativa foi elogiada pelo secretário estadual da gestão João Doria (PSDB).
“Recebi o convite e apresentei o projeto. O doutor Dimas foi muito receptivo e o elogiou (Delegacia Legal). Agora, a ideia é expandi-lo para a região. Durante o encontro, o secretário disse que o trabalho realizado por nós será um braço do da Campanha São Paulo Contra as Drogas, evento do qual participei”, destacou Jordão.
Além do ‘Delegacia Legal’, o delegado tem como portfólio positivo outros projetos, como o ‘Mulheres de Atitude’ e, também, a implantação da Sala Rosa, da Delegacia de Poá.
Carreira
Jordão iniciou a carreira policial em 2009. Atuou como delegado plantonista no distrito central até 2017. Depois, ele assumiu a titularidade do 1° Distrito Policial (DP) do Jardim Caiuby. Neste período, foi responsável por desvendar crimes de repercussão nacional e internacional, como a execução de uma família de bolivianos e a tentativa de sequestro da primeira-dama de Poá, Andressa Lopes.

Jordão reforçou ainda as operações policiais realizadas na região, em especial em Poá. E frisou: “Não há barreiras para a Justiça. Temos tentado solucionar os crimes mais graves da nossa cidade. E os resultados vem sendo observados”, finalizou

(Fernando Barreto Diário de Suzano)

Leave a Reply