Na plataforma passou a circular uma espécie de ‘’desafio’’ chamado ‘’Facetime Prank’’ (Pegadinha do Facetime), na qual os jovens pegam fotos de pessoas com algum tipo de deficiência, fixam a imagem na dela e mostram para algum adulto ou criança que fingem estar em uma chamada de vídeo. E a autora e palestrante Lizzie Velasquez foi uma das vítimas de bullying no TikTok, um dos aplicativos mais usados no momento entre os jovens. Sendo assim, são gravadas as reações, que grande parte das vezes são de medo ou deboche.  

Velasquez tem uma rara deficiência e teve suas fotos usadas diversas vezes nessa ‘’brincadeira’’.  

A ativista se manifestou através de um vídeo em sua rede social, condenando a ‘’brincadeira’’. ‘’TikTok, eu preciso da sua ajuda. Essa trend que viralizou, em que você finge ligar para alguém deficiente, ou um bebê ou uma mugshot, e mostra para alguém para filmar a reação da pessoa, só para dar uma risada, não é engraçado. Isso não é engraçado! Não é uma piada’’, desabafou a ativista.  

Em seguida, a mesma criticou uma mãe que usou uma foto dela dizendo ao seu filho que aquela seria sua nova professora da escola, e riu da reação assustada do garoto. ‘’Se você é um adulto e tem uma criança em sua vida, por favor, não ensine a ela que ter medo de alguém que não parece com ela é normal! Tudo que essas crianças precisam saber sobre empatia, sobre serem gentis umas com as outras, começa em casa! Isso não é certo, essa é uma trend que precisa acabar porque nós somos humanos, temos sentimentos, então, por favor, tenham isso em mente!’’ conclui Velasquez. 

Veja o vídeo:

Leave a Reply