Na última sexta-feira (12), a Polícia Civil do Distrito Federal cumpriu o mandado de busca e apreensão na residência de um homem de 29 anos, em Planaltina, por armazenar e compartilhar pornografia infanto-juvenil.

De acordo com os investigadores do caso, o homem estava desempregado e morava com a mãe. De acordo com o chefe da Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos, o homem aparentemente queria seguir os rituais do filme ‘Jogos Mortais’.

No lado externo da casa, parecia com uma casa normal. No entanto, através de fotos e vídeos foi possível ver o local repleto de sujeira e lixo espalhado, além de armadilhas, lembrando cenas do filme em que as pessoas tinham que passar testes violentos para sobreviver.

No banheiro da casa, tinha uma cadeira embaixo do chuveiro, um computador no chão com o teclado apoiado em cima do vaso sanitário e uma inscrição na parede. No primeiro filme, havia a escrita de um “X” em um cômodo, e, no imóvel em Planaltina, está escrito “HUGON”. Além de outros cantos da casa com detalhes muito parecidos com os do filme.

O homem admitiu que armazenava e compartilhava pornografia infanto-juvenil e vai responder pela Lei nº 8.069, de 13 de julho de 1990, do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), podendo receber pena de 1 à 4 anos de reclusão.

A operação contou com o apoio do Instituto de Criminalística da Polícia Civil do DF e é consequência de outras apurações de crimes de pedofilia e pornografia envolvendo crianças e adolescentes. A fiança foi arbitrada, mas não acolhida, então ele ficará à disposição da Justiça.

Deixe uma resposta