Suzanenses vivem expectativa de proibição de fumar em parque

0
204
A proibição de fumar em parques da Capital fez com que suzanenses alimentassem uma esperança para que a proibição também ocorra no Parque Max Feffer. Para eles, o projeto de lei deveria entrar em pauta na Casa de Leis da cidade.

Para se ter ideia, a lei criada em São Paulo determina uma multa de R$ 500 para quem for flagrado fumando nos parques. Em caso de reincidência, o valor dobra para R$ 1 mil. Tal fiscalização será por agentes da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, com apoio da Guarda Civil Metropolitana (GCM).

Os visitantes reafirmaram a necessidade de que tal projeto seja implantado em todo o Estado, principalmente em locais de grande circulação de pessoas, como é o caso do Parque Max Feffer.

A motorista Lidiane Matos conta que concorda com a lei, a qual foi sancionada na Capital, e diz que Suzano deveria adotar projeto igual. “Super concordo com essa lei. Muitas crianças brincam no parque e a fumaça do cigarro é prejudicial. Isso mostra a falta de respeito dessas pessoas que fumam”, afirmou.
O contabilista Leandro Pereira da Silva compartilha das mesmas opiniões de Lidiane e reitera que a lei “seria muito boa se funcionasse na cidade”.
A aposentada Neusa Cuesta diz que apoia a criação de uma lei como essa no município. “Seria muito bom se alguma lei desse tipo funcionasse no município. Faz mal para quem fuma e quem inala a fumaça”.
“Seria bom se a lei funcionasse em Suzano, concordo com a medida”, complementou o filho da aposentada, Guilherme Henrique Cuesta.
O gráfico Helcio Mendes fala que a lei poderia ser adotada pela administração suzanense. “Concordo muito (com a lei). Poderia valer para a nossa cidade também”.
“Encontramos pessoas fumando por aqui (no Parque Max Feffer). Concordo com essa lei e deveria ser implantada em Suzano também”, diz o dentista Fabio Aihara.
A médica Thereza Aihara compartilha das mesmas opiniões de Fabio e afirma que “a lei deveria ser adotada pelo governo municipal suzanense”.

Deixe uma resposta