Desassoreamento do rio Tietê em Suzano terá início ainda em março

0
556

O prefeito Rodrigo Ashiuchi recebeu a confirmação de que será realizado desassoreamento de cerca de 17 quilômetros do rio Tietê, que compreende o Lote 4, de Suzano a Itaquaquecetuba, por parte do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), durante reunião realizada nesta segunda-feira (18/03), no Gabinete Principal do Paço Municipal Firmino José da Costa. A limpeza terá início ainda neste mês de março.

 

A reunião, que teve início às 7h30, contou com a participação do secretário municipal de Manutenção e Serviços Urbanos, Ari Serafim Barbosa, do gerente do DAEE, Silvio Giudice, do engenheiro da autarquia Jonathan Moreira e do membro da equipe técnica Rafael Machado.

 

Após o encontro em Suzano, a equipe foi até a área que será contemplada para definir os pontos que receberão as intervenções iniciais. Além do desassoreamento do Lote 4, o DAEE também vai dar início aos estudos para melhorias do rio Taiaçupeba-Mirim.

 

Posteriormente, o chefe do Executivo suzanense presidiu o encontro com o secretário estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido, na sede do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat). Na oportunidade, foram discutidas as prioridades da pasta junto à Câmara Técnica de Gestão Ambiental, como a melhor comunicação entre os órgãos competentes ligados ao sistema hídrico, como o DAEE e a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), e as Defesas Civis dos municípios neste período de chuvas. A reunião ainda contou com a presença da diretora do Comitê Bacia Hidrográfica do Alto Tietê, Seica Ono, do DAEE.

 

O secretário de Segurança Cidadã de Suzano, Jefferson Ferreira dos Santos, entregou a Penido as solicitações de desassoreamento dos rios Tietê, Guaió, Jaguari e Taiaçupeba-Mirim. O chefe da pasta estadual reforçou a prioridade com este trabalho nos cursos d’água, em âmbito regional. “Temos que zelar por aquilo que já temos, tem que haver uma cultura de manutenção. Isso é um compromisso”, afirmou. Penido também defendeu a maior pró-atividade das partes envolvidas a fim de uma comunicação mais efetiva quanto à situação dos reservatórios, os alertas da Defesa civil e as consequências de cada ação tomada.

 

O presidente do Condemat, Rodrigo Ashiuchi, avaliou que a questão educativa da comunicação é fundamental para tranquilizar os cidadãos. “Podemos melhorar a comunicação e chegar cada vez mais rápido onde precisa. É importante destacar que a chuva foi fora do comum, acima de qualquer capacidade hídrica. O secretário Penido nos atendeu e estamos pensando em soluções. O agente público tem a responsabilidade de passar a devida informação, sendo que não há risco de rompimento algum”, afirmou.

 

Ashiuchi finalizou lembrando que Suzano ainda acolhe famílias no Complexo Educacional Mirambava após as chuvas da semana passada. “Lançamos um pacote de ações para minimizar o impacto que tivemos com as chuvas na cidade, com a isenção de IPTU e do transporte público municipal, além de também estudar com a Sabesp um desconto na tarifa de água”, disse.

 

 

Crédito das fotos: Mauricio Sordilli/Secop Suzano

 

 

Deixe uma resposta