Leandrinho corta “na carne” e demite 19 assessores de vereadores

0
429

A Câmara de Suzano devolverá ao prefeito Rodrigo Ashiuchi, os carros oficiais dos vereadores na próxima terça-feira, dia 13, às 14 horas, em solenidade na Casa de Leis. Além disso, o presidente da Câmara, Leandro Alves de Faria (PR), o Leandrinho determinou hoje, dia 7, a exoneração de 19 assessores de relações internas – que atualmente estavam lotados nos gabinetes dos vereadores em cargos comissionados – e contratados 19 aprovados no último concurso público do Legislativo. Com isso, a folha de pagamento anual da Casa de Leis em mais de R$ 942 mil anuais.
Leandrinho tomou a medida para regularizar a situação da Casa de Leis junto ao Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP), que apontou “desproporção entre cargos em comissão e efetivos” e “excesso de assessores legislativos”. Somente este ano, a Câmara gastou R$ 1.656.792,78 com os 19 funcionários comissionados. O salário deste cargo é de R$ 5.722,83 e o assessor recebe ainda R$ 590 de vale alimentação e refeição (valor individual de R$ 295). Estão incluídos também férias e ao 13º salário.
Para equilibrar a quantidade de funcionários comissionados (cargos de confiança, que não são efetivos) com a de concursados, Leandrinho autorizou a contratação de 18 aprovados no último concurso público.
Serão chamados sete agentes de segurança parlamentar (salário de R$ 2.694,26 cada, já com o valor adicional de periculosidade), três agentes de limpeza (salário de R$ 1.766,81 cada) e seis auxiliares administrativos (salário de R$ 1.766,81 cada), um assistente jurídico (salário de R$ 3.060) e um porteiro (salário de R$ 1.766,81). Haverá o pagamento do valor dos vales alimentação, refeição e da cesta básica (R$ 150 por funcionário). Sendo assim, o total anual com estes cargos será de R$ 714.070,88, resultando na redução de R$ 942.721,90 por ano na folha de pagamento da Câmara.
Ao todo, com a devolução dos cargos e do corte de servidores, a Casa de Leis economizará, por ano, R$ 1.189.663,40. A redução da frota também atende a apontamento feito pelo TCE-SP.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here